sexta-feira, 8 de julho de 2016

Zuhair Murad Haute Couture / Fall 2016

Se o post de ontem fez você suspirar e sonhar, prepare-se! O de hoje vai fazer você bater a cabeça no teclado. Não é exagero, é só a coleção alta costura do Zuhair Murad...

Meu coração sempre fica dividido entre Elie e Zuhair e dessa vez não foi diferente. Para temporada de outono Zuhair Murad trouxe uma mulher meio cigana, meio hippie-chic e meio rock n' roll, porém ultra elegante. No meio disso tudo, acrescente muita riqueza e 'voilá', mais uma coleção desejo.


Eu sou completamente apaixonada pela leva de curtos que Zuhair sempre leva para a passarela. A prova de que dá para mostrar as pernas sem perder o requinte. 


Claro que não podem faltar os modelos que transformaram o libanês num dos estilistas mais cobiçados da atualidade: Longos opulentos, com bordados milimetricamente pensados e perfeitamente executados. A referência cigana fica bem clara nos looks da ultima fileira. Claro que uma cigana milionária, que divide a vida entre acampamentos itinerantes, tapetes vermelhos e férias em Paris. Mas ainda assim, uma cigana! Posso até ouvir Shakira cantando no fundo: "I'm a gypsy..."

Como de costume, separei meus vestidos favoritos. Dessa vez com um bônus que não é exatamente um vestido mas merece destaque. Segura a emoção e vem comigo!

Eu amo vestido cascata e esse está impecável. Teria um de cada cor!
Se isso não é uma obra de arte, nada mais é! Muitos suspiros...
A cor, o design, as aplicações... Quanta perfeição!
Muito feliz em saber que os macacões foram definitivamente elevados a categoria 'haute couture'. Mais uma obra prima!

Todo mundo sobreviveu? Eu quase faleci diversas vezes. A vontade é de ligar no atelier e mandar embrulhar um de cada. Mas como isso ainda não é possível, nos resta torcer para que alguma linda de Hollywood use logo algum modelo para gente vibrar! Já consigo vislumbrar J.Lo com o macacão dourado...

Para finalizar a surra de glamour, a noiva meio elfa e meio princesa da Disney.



E aí, vocês são #TeamElie ou #TeamZuhair?

See ya!



quinta-feira, 7 de julho de 2016

Elie Saab Haute Couture / Fall 2016

Elie Saab desfilou ontem, em Paris, sua coleção alta costura para o outono 2016. Apesar do show ter acontecido em outro continente, o tiro foi recebido aqui com sucesso e, mais uma vez, eu quis ser uma estrela de Hollywood só para ter o prazer de escolher um ou dois vestidos para desfilar num tapete vermelho qualquer.

O tema da vez foi a cidade de Nova York, bem conveniente para o momento em que Elie Saab prepara a inauguração da sua loja na 'Madison Avenue'. Mas o que vimos durante o desfile não foi essa Nova York moderna que estamos acostumados a amar e idolatrar e sim aquela clássica e glamourosa, de meados do século passado, com suas festas de gala, plumas e bordados únicos e minuciosos. O céu, as luzes e a arquitetura da cidade também serviram de inspiração para essa coleção, que apresentou um Elie Saab mais dramático e ousado, com novas silhuetas e materiais.


A beleza das modelos já transporta a gente para outra época, né? As silhuetas com fendas, colo trabalhado e cintura marcada reafirmam o poder feminino na visão do estilista. E o veludo aparece como elemento surpresa da coleção, dizendo que nem só de renda, tule e canutilho vive a alta costura!


Bordados impecáveis e efeitos 3D, sempre presentes nas coleções do libanês. É de admirar, suspirar e desejar. Pena que a próxima temporada de 'red carpet' está longe...

Para fechar, separei os 3 looks que mais se destacaram e fizeram meu coração palpitar. Será que vocês concordam?

Quem não <3 Nova York?
Preto + dourado = poder!
Perfeição na versão adulta e mini-couture

Para finalizar o desfile -e o post-, a noiva milionária e vestindo rosa. Sucesso!


Para ver todos os looks da coleçao e o vídeo do desfile, clique aqui!

See ya!


quarta-feira, 6 de julho de 2016

Vans + Nintendo

Depois de mais uma pausa, por motivos de mudança de cidade, obra de apartamento e mais um monte de 'pendengas', o F.K está de volta! Ai como essa vida de adulto cansa...

Mas para festejar a volta em grande estilo, vamos falar de uma novidade que está mexendo com o meu coração e com o de muita gente apaixonada pelos games dos anos 90. Sabe a Vans, aquela marca de skate que faz várias peças super descolados? Pois é, eles lançaram uma coleção com os personagens dos jogos mais clássicos da Nintendo: Super Mário Bros, Legend of Zelda e Donkey Kong. Ah, e o gráfico é aquele pixelizado 'old school', nada de alta definição! Deu até saudade das brigas para ver quem ia ser o 'player 1'...


Se você acha que só de tênis vive a Vans, hora de mudar seu conceito! A marca também produziu acessórios e vestuário com o tema Nintendo. Já pode desejar tudo da princesa Peach?


Eu sei você está pensando: "Queria tudo mas essas coleções nunca chegam no Brasil...". Realmente, muitos lançamentos bacanas não vem para cá mas a Vans Brasil prometeu que esse vem -a previsão é setembro-! Eles ainda não especificaram quais peças vão estar disponíveis e nem os valores, mas você pode acompanhar todas as novidades no site www.vans.com.br/nintendo.

Dedos cruzados para a coleção chegar completa e com um preço possível. Ajuda a gente aí Vans!

See ya!



quinta-feira, 17 de março de 2016

CELEB STREET STYLE - SELENA GOMEZ

Selena Gomez, 23 anos, nascida no Texas, ex atriz da Disney e ex namorada do Justin Bieber. Pois é, Selena deixou de ser conhecida por qualquer um desses feitos e passou a ser reconhecida como uma das artistas mais influentes dessa geração. Com várias atuações na tv e no cinema, milhões de cds vendidos, diversos empreendimentos e fãs no mundo inteiro, a moça tem um currículo notável para a pouca idade. Para confirmar o sucesso estrondoso, até o momento ela é a pessoa mais seguida do instagram -@SelenaGomez-, ultrapassando números da Taylor Swift e das Kardashian. Poderosa!

A carinha de criança permanece, mas o estilo... Quanta diferença!
Se no quesito musical Selena Gomez não se encaixa no meu gosto, no quesito fashion a história é diferente. Não foi só o som dela que amadureceu, de 2014 para cá ela passou do estilo adolescente que veste tudo ao mesmo tempo para um guarda roupa sofisticado, sem perder a essência jovem. Claro que nos momentos mais descontraídos vemos ela por aí de short e camiseta, mas mesmo na simplicidade ela pensa nos detalhes. Não por acaso Selena se tornou musa de Nicolas Guesquière, diretor criativo da Louis Vuitton e é disputada pelas grandes marcas para sentar na fila A dos desfiles.


Reparem que a nova Selena tem uma paleta de cores bem definida: Preto, cinza, vermelho e branco. Achei pouquíssimas fotos atuais dela vestindo outras cores, salvo em eventos oficiais ou tapetes vermelho. A princípio essa insistência nas mesmas cores pode parecer falta de criatividade mas não é! Saber quais cores e tons nos favorecem é tiro certeiro para não errar no look e criar um estilo consistente. 

Menção honrosa para o stylist Christian Classen que trabalha com Selena Gomez dentro e fora dos palcos, assinando desde os figurinos performáticos até os looks maravilhosos que ela usou durante a semana de moda de Paris. Classen inseriu novos shapes no visual de Selena e ela, por sua vez, absorveu as novidades muito bem. Parceria super bem sucedida.

Palmas para Selena Gomez e seu estilo altamente copiável. Apesar das peças grifadas, podemos adaptar para nossa realidade e achar equivalentes em lojas estilo fast-fashion. Calça flare, jeans rasgado, camisetinha  e scarpin tem em todo lugar, inspire-se!

E vocês, aprovam o street style da Selena ou preferem ela no red carpet?

See ya!

quarta-feira, 9 de março de 2016

SUN STRIPPING

Se você é usuário frequente do Pinterest e/ou leitor dos blogs gringos especializados em beleza, em 2015 você aprendeu -ou pelo menos tentou- várias novas técnicas de maquiagem. Algumas foram bem aproveitadas e replicadas à exaustão, como o contorno estilo Kardashian e o strobing, já outras a gente nem arriscou pelo altíssimo nível técnico como por exemplo o 'clown contouring' -ou contorno do palhaço. 

Mas já estamos em 2016, hora de olhar para frente e abrir o coração para novas possibilidades. Dito isso, apresento para vocês a técnica 'Sun Stripping', que consiste basicamente em desenhar uma linha através do rosto, passando por cima do nariz. A intenção, como sugere o nome, é criar um visual bronzeado estilo pós fim de semana na praia, destacando as áreas que geralmente ficam mais queimadas de sol: as bochechas e a parte superior do nariz.


Falando assim parece ser complicado mas, acredite, é muito fácil. Tudo o que você vai precisar é de um pó bronzeador ou de um blush puxado para um tom terroso e um pincel de pó -que acumula menos produto e dá uma finalização menos densa que o de blush. Daí é só sujar o pincel com o produto, retirar o excesso e criar uma linha de orelha a orelha, na altura do nariz. Depois, é só esfumar para o efeito ficar bem natural. 


Reparem que o Sun Stripping é o contrário do contorno no quesito narinas. Enquanto a nova técnica chapa o bronzeador no nariz quase inteiro a antiga ilumina a parte superior e escurece as laterais. Talvez seja interessante aplicar iluminador em alguns pontos para tirar o efeito opaco e dar uma suavizada no visual. Na foto acima percebi um pouco de luz acima dos lábios e no canto interno dos olhos. O bacana é testar todas as possibilidades e ver qual funciona melhor no seu rosto!

O pulo do gato para o 'Sun Stripping' dar certo é escolher bem o tom do pó bronzeador ou do blush. Nem tão escuro para não parecer que o rosto está sujo e nem muito rosado para evitar o efeito camarão. Reparem na segunda foto da montagem que a modelo está mais para insolação do que para bronzeado, tenso.

O interessante é que eu já fazia uma espécie de 'sun stripping pero no mucho' desde que eu comecei a usar maquiagem com frequência. Como meu nível técnico é super básico e eu não me arrisco no contorno, sempre dava umas batidinhas com o pincel de blush no nariz para tirar a branquidão da base e ganhar uma cara de pessoa que toma sol -coisa que eu não faço. Será essa técnica a salvação dos desbotados?


Brooke Shields e seu bronzeado lagoa azul curtiram, e vocês?

See ya!


segunda-feira, 7 de março de 2016

TENDÊNCIA CAPILAR: BOXER BRAIDS

Eu sou muito ligada em estética capilar, principalmente em cores e penteados diferentes. Dou pulinhos de alegria e caio de joelhos quando surge alguma tendência relacionada a cabelo, seja  uma nova técnica de tintura, corte ou uma forma diferente de prender. Por outro lado, fico triste por não ter nenhuma aptidão manual para fazer um simples coque alto. Pois é.

Exatamente por esse motivo meu coração está dilacerado desde que eu percebi as 'boxer braids' ganhando espaço. Eu estou apaixonada por esse penteado inspirado nas boxeadoras -duh!- que nada mais é que duas tranças laterais embutidas, com um ar bem esportivo e tô nem aí porém com alto grau de dificuldade na execução. Mas esse visual feminino-guerreiro-urbano-descolado me encantou de tal forma que eu vou praticar até meus dedos sangrarem conseguir.

O melhor da tendência? Dá para fazer em quase todo tipo de cabelo! Liso, ondulado, crespo, cheio, minguado... Acho que só não dá mesmo para cabelinhos curtos por motivos óbvios.


Perceberam que existem variações da boxer braid? Essa com a ponta solta é sucesso, hein? Para as mais habilidosas dá pra faz a pontinha tipo espinha de peixe também. Enfim, o penteado ideal para aquele bad hair day tenebroso que você não quer resolver com um rococó qualquer.
Ai meu Deus... Queria ir malhar assim hoje. Queria sair assim para todos os lugares, todos os dias, todas as horas! Se você animou, basta entrar no pinterest para um bombardeio de inspirações. Mãos a obra que uma hora a trança sai. Solta a música do Rocky Balboa!


Um agradecimento especial para as Kardashian-Jenner que empurraram as tranças de boxeadora para os holofotes e, consequentemente, para o topo da tendência capilar. Thank u gurlz!

North West e Kim Kardashian, Kylie Jenner e Khloe Kardashian

E aí, quem já vai procurar tutorial no youtube?

See ya!

quinta-feira, 3 de março de 2016

LAVANDO O CABELO SEM SHAMPOO (CO-WASH)

Quem pinta o cabelo com tinta fantasia, tonalizante ou com pigmentos vermelho e/ou cobre sabe que lavar a cabeça é uma tortura. O motivo? Ver a tinta indo embora pelo ralo, literalmente. Dá uma dor enorme do coração ver nossa cor e nosso dinheiro escorrendo pelo chão...

Ter cabelo colorido é sofrido!
Eu convivi com esse drama anos da minha vida -desde os 15 anos uso tinta fantasia- e tentei várias técnicas para tentar evitar o desbotamento rápido. Usei shampoo sem sal, shampoo seco, máscara que promete segurar a tinta mais tempo, spray de fixação da cor e mais um monte de produtos que no fim das contas não fizeram grande diferença. Alô indústria cosmética, vamos melhorar isso aí!?

Só que esse ano meu problema se agravou porque eu resolvi perder uns quilos extras e voltei a praticar exercícios físicos com frequência ou seja, preciso lavar a cabeça de segunda à sexta. Com esse verão de temperaturas desérticas é impossível suar e não tomar um banho completo -a não ser que você não se importe com o cheiro de 'murrinha'. Para dificultar, meu cabelo é levemente oleoso na raiz e seco nas pontas me dando trabalho dobrado para cuidar.

Não sei se vocês sabem mas o grande vilão do desbotamento da cor é o shampoo, que abre as cutículas do cabelo para uma limpeza profunda, deixando o caminho livre para o pigmento ir embora. Conversando sobre o assunto com uma amiga adepta da pratica low-poo descobri que a solução do meu problema poderia ser a técnica de co-wash, que consiste basicamente em não usar shampoo para lavar o cabelo. Como assim?

Primeiro preciso explicar para vocês, resumidamente, o que é a prática low-poo. Numa livre tradução, low significa pouco e poo uma gíria para shampoo. Ou seja, o foco é diminuir o uso de shampoo, além de substituir o produto comum pelas fórmulas sem sulfato. Porque? O sulfato penetra no cabelo para fazer uma limpeza profunda, tão profunda que a médio prazo causa ressecamento e a perda da oleosidade natural do fio. Exemplos de sulfatos: Sodium Laureth Sulfate, Ammonium Lauryl Sulfate, Sodium Myreth Sulfate, etc. Os derivados do petróleo e parabenos também são proibidos na rotina low-poo e por isso sugiro esse post do blog Cacheia para quem quiser saber mais sobre o assunto.

O co-wash é uma técnica usada no low-pow que se resume em lavar o cabelo apenas com condicionador. O condicionador, assim como o shampoo, possui agentes de limpeza dos fios, porém menos agressivos. Logo, a higienização e remoção das impurezas precisa de um empurrãozinho dos seus dedos para friccionar o cabelo. Claro que, seguindo o padrão, o condicionador não pode ter petrolatos nem silicones insolúveis na fórmula. A lavagem ocorre da maneira clássica, com aplicação do produto na raiz, espalhando para as pontas. O pulo do gato é massagear o couro cabeludo e os fios para tirar qualquer cheirinho ruim ou sujeira.


A grande questão é que o co-wash funciona muito bem para quem faz low-poo porque o cabelo não está saturado de substâncias ruins, logo a limpeza é muito mais fácil. Então eu adaptei a técnica para a minha realidade e intercalo lavagens com condicionador e com shampoo na proporção 2X1. Tem funcionado muito bem e meu cabelo fica limpo, cheiroso e com a cor bonita por muito mais tempo. Além disso o aspecto ressecado das pontas diminuiu bastante. O único porém é que alguns condicionadores deixaram a raiz pesada, por isso é primordial ler o rótulo para ver se o produto realmente não possui componentes proibidos. Ultimamente tenho usado o Yamasterol amarelo, barato e eficiente! Outro que é liberado e todo mundo conhece é o Aussie Moist, mas custanto 50 reais não sei se é boa ideia...

Essa técnica é muito usada por quem tem cabelo cacheado ou crespo mas acredito que a seja de grande ajuda também para quem tem o cabelo muito seco ou precisa lavar diariamente por qualquer motivo. Claro que vale testar e adaptar a frequência do co-wash de acordo com a necessidade de cada um. Seu cabelo, suas regras!

See ya!