quarta-feira, 23 de maio de 2012

Quem ganha essa disputa?

Começou o Fashion Rio e daqui a pouco vem a São Paulo Fashion Week. Com a movimentação do mercado de moda fica evidente uma batalha recente, mas recorrente: ~blogueiras de moda~ X jornalistas de moda. Alguns amigos já me questionaram sobre o assunto e eu não consegui dar uma resposta bem elaborada, porque sinceramente eu não tenho uma opinião fechada sobre.
Quem acompanha o Fashion Killer sabe que eu tenho bastante implicância com as ~blogueiras~ e o mundo da fantasia em que elas vivem. Eu já cansei de ler informações errada sobre moda em blogs famosos, informações essas que as meninas ganham muito bem para passar. Sem contar as inúmeras vezes em que as agências enviam posts prontos e as bonitas jogam para o público sem nem sequer saber do que estão falando. Isso é uma falta muito grave porque eu sei filtrar o que eu leio, mas será que todo mundo sabe? Faço esse questionamento porque, para mim, um blog é como qualquer outro meio de comunicação e, a não ser que seja declaradamente um veículo de humor, deveria ter compromisso com informações, no mínimo, verídicas. Até que ponto o que vemos em ~blogs de moda~ é verdade? Não só as recomendações de produtos, mas também as viagens, os looks do dia, as festas... isso tudo é real? Claro que aqui generalizando.
E os jornalistas? A maioria passou por uma faculdade, fez especialização, trabalha com isso (e vai continuar pro resto da vida) e na hora de exercer seu trabalho não podem porque "as credenciais do evento são reduzidas". Excluo os jornalistas das grandes editoras e portais porque esses são garantidos em qualquer evento. Mas nem só de Caras vive o mundo editorial. Existem pequenos portais, revistas e jornais locais que também querem participar e passar informações a diante.
Mas uma revista de circulação local em um estado que não do eixo Rio-SP não faz frente as milhões de visitas mensais de um ~blog de moda~ famoso. E cá entre nós, é muito mais vantajoso para uma marca ter algumas meninas ordenando que outras tantas comprem uma peça do que um jornalista fazendo uma crítica bacana ao desfile e ao evento como um todo mas que vai sair em um jornaleco de alguma cidade não tão interessante.
Enfim, não sou contra blogs cobrirem eventos, acho que alguns levam bem a sério a oportunidade mas os organizadores tem prestar atenção em como estão distribuindo a informação. O mundo ainda não se resume a internet. No fim das contas acho que o público interessado no assunto é quem perde mais. E vocês, o que acham?
Uma fofoca, em tempo: uma amiga minha foi cobrir, ano passado, a SPFW e me contou que ficou horrorizada com algumas meninas do F*hits. Segundo informações, elas chegavam posando para fotos como se alguém tivesse obrigação de saber que elas são e faziam o maior auê durante os desfiles. Triste, né?
Mas o que importa é: a galhofa começou e já teve gente pedindo look emprestado para nossas queridas ~blogueiras de moda~ :


Seja o que Deus quiser.

See ya!

Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. simplesmente filtrei tudo de moda, parei de acompanhar geral. sem saco pra FASHION VICTIMS. vejo no shopping gente que anda vestida de cabideiro todo de loja. total mistura e exagero de tendemças.

    ResponderExcluir
  2. Isso sim foi verdade do FHits...estive no ultimo SPFW cobrindo para sites de Moda da Argentina e vi varios micos dessas meninas.
    Ate sairem do lugar da segunda fila ( sim pq varias sentaram na 2 fila)...pra tirar fotos la fora ..voltar e nao poder sentar denovo por que o desfile ja estava pra comecar...e criar um bafafa na porta uma delas fez.

    ResponderExcluir

Comente!