quinta-feira, 20 de setembro de 2012

E a gordinha, pode?

A ideia desse post surgiu de uma conversa com uma amiga que é "gordinha". Eu pergunto para vocês quem delimitou a linha que separa a magra da gordinha? Claro que existem meninas muito acima do peso e que são indiscutivelmente gordas mas e aquela simples barriguinha saliente ou a perna grossa? Pois é, tachar alguém de gordinho é muito pessoal.
Eu conheço muitas meninas que se acham gordas e outras que são de fato e em uma coisa todas concordam: hoje a industria moda dá muito mais atenção para elas. Segundo relatos há alguns [poucos] anos atrás elas tinham que se adaptar a moda feita exclusivamente para magras (vamos excluir aquelas lojas especializadas em tamanhos especiais que vendiam roupas de tia velha porque né?) e hoje elas tem até a própria fashion week. Isso é ótimo mas também tem seu lado ruim: a imposição de um padrão de beleza. 


Pois é, quem nunca ouviu falar nas modelos plus size? Aí começa aquele antigo problema: a mulher se colocar para baixo quando abre uma revista e vê aquela mulher linda, bem vestida e super maquiada. Isto posto eu tenho um pedido para fazer antes de continuar o papo: não se comparem a essas modelos porque elas são produzidas para parecerem irretocáveis quando elas não são. Inspirem-se em mulheres comuns que acordam com olheiras e muitas vezes com o cabelo indomável. 
Aceitar o seu corpo é o primeiro passo para se sentir bonita, mesmo que você queira emagrecer. Caso não haja intervenção cirúrgica é muito difícil passar de gorda para magra em um piscar de olhos, portanto enquanto estiver a cima do peso você pode (e deve) ser maravilhosa. Pessoalmente eu não sigo a moda a risca e não me importo quando algum ~especialista~ diz que tal tendência não pode ser usada por quem tem meu corpo. Eu uso o que eu gosto e me sinto bem. Imagino que as gordinhas escutam o tempo inteiro que não devem usar alguma coisa e acabam aceitando por medo de ousar. Esqueçam isso. A moda só é interessante quando você se diverte escolhendo o que cai bem em você ou não.
Por isso eu separei alguns looks de mulheres reais que achei que ficaram ótimos. Claro que é meu gosto pessoal mas também é a prova de que o peso não atrapalha o estilo de ninguém. Olha só:

1) Casual



2) Moderninho

Quem disse que não pode listra horizontal?

3) Balada

Quem disse que não pode peplum?


4) Meus eleitos



Alguém aí ainda duvida que é possível criar e ousar mesmo não sendo magricela? Tirem da cabeça essa ideia que magreza é sinônimo de beleza e sejam felizes com o que vocês tem! É totalmente possível e as gordinhas podem sim!

Ps: para quem quiser mais looks para se inspirar indico a blogueira brasileira Juliana Romano. Para visitar o blog é só clicar aqui.

See ya!

Comente com o Facebook:

11 comentários:

  1. Engraçado que as gordas são chamadas carinhosamente de "gordinhas" e as magras pejorativamente de "magricelas". As pessoas têm um ódio de quem é magra, eu hein. Tem gente que é magra naturalmente, de genética mesmo e também sofre muito preconceito. Vão ser felizes com o corpo que têm e parar de olhar e falar mal do outro!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sinceramente não acho que magricela seja pejorativo. Aliás, depende muito do contexto. Meus pais sempre chamaram a mim e minha irmã ou de magricelas ou magrelas.
      E eu particularmente não tenho ódio por magras, nem por gordinhas nem gordas e nem por nenhum outro traço físico. Ao contrário disso eu acho que as pessoas devem se sentir bem como são e se adaptar ao que tem. :)

      Excluir
    2. Caro(a) anônimo, ia comentar exatamente isso. Sou bem magra (genético mesmo, não consigo engordar muito), e sempre teve alguém me tirando sarro por causa disso. É errado falar que pessoas magras são feias, assim como é errado falar das gordinhas! Assim como tem gente que vive querendo um corpo magro, tens umas que se enchem de silicone pra ter curvas, aumentar bunda, coxa etc.
      Acham que a moda é pra magras? Tenho que rodar várias lojas pra conseguir comprar uma roupa que me serve, as peças sempre ficam grandes no busto, coxas, etc.
      Gostaria tanto que esses blogs parassem de colocar mulheres gordinhas, plus size, ou como quiser chamar, como se fosse o corpo padrão das mulheres. 90% das mulheres que eu conheço tem um corpão, ou são magras, não tamanhos plus size. =/

      Excluir
  2. A pessoa se doeu um pouco com um post dedicado as gordinhas, heimmm???
    EUISHEUESIHESEUSIESHESUISEHSE
    Gente, pq as pessoas fazem isso? u.u
    Só lê a parada e pronto, gente. Se vc é magra, gostosa, absurdamente linda, FODA-SE manolo. O post é pra todos e não só pras gordinhas ou GORDAS, né, pra não dar mais assunto.
    Anyway...

    ResponderExcluir
  3. Curti o post. Eu sou gorda (já fui inha no passado) e aqui na minha cidade (Teixeira da Freitas - Bahia) ainda é muito difícil encontrar roupas bonitas pra mim. E tem uma coisa que muita gente não se dá conta: o GG das marcas não são feitos para gordos de verdade. Quantas vezes eu já não tentei entrar numa camisa teoricamente grande e não consegui? Eu só consigo comprar coisa legal quando vou ou pra Salvador ou pra Vitória. Mas fico feliz que a indústria da moda tenha alertado para as milhares de gordinhas e gordas que também querem se vestir bem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você fez uma observação interessante. Olhando pelo ângulo das pessoas realmente atingidas (as que estão acima do peso), essa história da moda estar se voltando para as plus size é questionável. Primeiro: as capas de revistas famosas estão contratando modelos 42 para representa-las, e isso é uma afronta.Segundo: as medidas das roupas estão cada vez menores, não correspondendo á marcação da etiqueta. Terceiro: a demanda ainda é pequena,em lojas de departamento sempre temos 4 peças G ou GG para 10 de outras númerações.Mas apesar de tudo isso o texto acerta em dizer que vocês devem se gostar da forma como são, e que só esse sentimento vai trazer aquele estimulo que todas queremos na hora de fazer escolhas...

      Excluir
  4. Não sou gordinha, mas tenho perna grossa, bumbum e peitos grandes e isso já atrapalha tanto quanto. Sempre procuro sites e blogs de meninas plus size pra me inspirar porque sempre quero aprender mais sobre o que valoriza ou não o meu biotipo. Curti o post, Cicy!

    ResponderExcluir
  5. A Ju Romano é uma linda mesmo! Adoro o estilo dela.

    ResponderExcluir
  6. Gente, podemos fazer tudo na bida, mas nem tudo convém seja feito.
    É gorda e quer usar listra horizontal, use! Mas saiba que vc vai parecer mais gorda do que realmente é. Se isso não te incomoda, e tb nÃo te incomoda o olhar reprovador dos outros, que bom pra vc! Difícil é encontrar pessoas com essa autoestima...
    O mesmo vale para magras: quer usar uma roupa que te deixe parecendo uma tábua (num país em que as curvas e a "gostosura" corporal são valorizadas), vá em frente!
    Beleza é um conveito cultural: uma pessoa gorda reprovada no Brasil seria invejada em alguns paíse, da mesma forma que uma magricela desbundada considerada sem sal pelos brasileiros seria admirada em vários países europeus.
    O problema é que todas nós seremos julgadas conforme o padrão de beleza de onde vivemos, e ir de encontro a esse padrão exige muita autoestima e coragem...

    ResponderExcluir
  7. Amei esse post, e acho muito válido que ideais de revistas sendo magérrimas ou plus size são apenas ideais e definitivamente não foi feito pra tomar como exemplo.
    Sou gorda e me sinto muito bem com meu corpo, uso o que acho bonito, sexy e confortável. O espelho é o juiz final!
    Adoro as blogueiras plus, e sempre uso pra me inspirar.
    Beijão

    ResponderExcluir
  8. lindo seu espaço :-)
    estou compartilhando aqui
    Forte abraço Renato Artesanato em MDF

    ResponderExcluir

Comente!