sexta-feira, 18 de outubro de 2013

Caso Instituto Royal

O post programado para hoje era uma resenha, mas vai ficar para depois porque preciso falar sobre o caso "Instituto Royal".
Estourou ontem, nas redes sociais, uma história sobre um laboratório em São Paulo que estava utilizando animais para testes -até onde se sabe eram cães, camundongos e coelhos-. Até aí, "normal", pela lei brasileira isso não é crime e vai de cada um usar ou não produtos que assim procedem. Porém, ativistas receberam uma denúncia que o tal Instituto Royal torturava os bichos e pretendia assassinar vários cachorros da raça Beagle. O boato se espalhou pela internet e aí o caos tomou conta. Várias pessoas foram até a sede do local para tentar resgatar os bichos, a polícia foi acionada , pessoas foram detidas e informações desencontradas começaram a surgir. No fim das contas os ativistas conseguiram, com a ajuda do Black Blok invadir o lugar e retirar os animais.
Gente, eu não sei se tudo o que foi dito em relação ao Instituto Royal é verdade. Que eles testam em animais, é fato mas não posso afirmar que eles torturavam ou que iriam promover uma matança por qualquer motivo. O que eu digo é: sou contra qualquer tipo de maus tratos. E sim, eu como carne. Já vi alguns comentários infelizes de pessoas dizendo que carnívoros não podem se doer por esse caso ou por tantos outros que vemos por aí. Eu prefiro não me alongar no assunto, mas aviso aos interessados que não é porque eu sigo uma dieta que inclui carne que eu tenho que simpatizar com tortura animal. Fico feliz em saber que as pessoas saíram do computador para agir de fato. Parabéns aos que conseguiram interceder pelos animais que estavam dentro do Instituto Royal.
Vou deixar aqui uma lista de algumas marcas de cosméticos que fazem testes em animais, para conhecimento. Esse método não é ilegal no Brasil -cada país tem sua legislação específica- e vai de cada um usar ou não tais marcas.

- Always
- Avon
- Bobbi Brown
- Carefree
- Clean&Clear
- Clinique
- Dove
- Garnier
- Guerlain
- Johnson's
- Kerastase
- L'Occitane
- Lancôme
- LaRoche Posay
- L'oreal
- M.A.C
- Mary Kay
- Maybelline
- Neutrogena
- Pantene
- Ponds
- Redken
- Shiseido
- Revlon
- Veet
- Vichy

Vamos ser realistas? É difícil fugir das empresas que testam em animais. As coisas estão mudando, mas lentamente. É possível encontrar no alternativas "cruelty-free" para muitos produtos e com preço equivalente, ainda que no Brasil essa oferta ainda seja escassa. Mas vale dizer que as empresas que se dizem amigas dos animais podem contratar terceiros para efetuar os testes ou ainda utilizar matéria prima que já foi previamente testada em animais.

Selo utilizado para certificar empresas que não testam o produto final em animais


- Para acessar a lista completa de empresas do PETA, clique aqui. Lá é possível ver tanto as que testam em animais quanto as que não o fazem.
- Clique aqui para acessar a lista com empresas brasileiras que não testam em animais.
- Para saber mais sobre o caso "Instituto Royal", clique aqui.

See ya!

Comente com o Facebook:

4 comentários:

  1. Eu quero só ver essas blogueiras famosas que são contra os testes em animais e que falaram mal do Instituto Royal continuarem usando M.A.C, L'oreal, Maybelline, Mary Kay, Lâncome, Clinique, e outros mais... e agora, o que será delas?

    ResponderExcluir
  2. Acompanhei via facebook tudo que acontecia desde a semana passada.
    Desde que me tornei vegetariana, acabei me envolvendo muito com esse mundo da "desfesa animal", tento ao máximo usar somente produtos de empresas que não fazem testes em animais, admito que é complicado, mas não é impossível.
    E essa história de que quem come carne não deve reclamar é a maior besteira, meu marido come carne e não gosta de usar produtos que são testados em animais ( e por animais, leiam ANIMAIS... ratos, coelhos e macacos também são animais, sempre tem um que vem com o papo de "ah vc se preocupa com os animais, mas não lembra dos ratinhos no laboratório". Muitas das propagandas de quem é contra testes em animais vem estampado cachorros e gatos, aniamis que também são usados para testes e que sensibilizam mais pessoas, mas quem defende, defende TODOS animais.


    Cicy, sou super fã do blog... olho todos os dias =D
    Beijão amada, muito sucesso!

    ResponderExcluir
  3. Eu li, que os cachorros estavam de fato latindo quando o instituto foi invadido, mas isso foi por causa da bagunça causada, qqr cachorro late. Depois dessa polemica, fui pesquisar mais e encontrei essa materia:
    http://easttowestskincare.com/2012/01/09/esclarecimentos-sobre-os-testes-em-animais-realizados-pela-industria-cosmetica/

    Achei muitissimo interessante, faz a gente ver a situaçao de outra forma.

    ResponderExcluir
  4. Concordo com voce. Mas acho que o pior foi os ativistas destruirem algumas coisas la dentro. E agora, vao provar como o que acontecia ou deixava de acontecer?
    E outra, acredito que so tenha acontecido toda essa comoçao online, porque se tratava de beagles fofinhos. E se fossem ratos, morcegos e cobras que tambem sao usados?
    Eu realmente acho que os testes em animais devem acabar, se isso causa dor à eles, mas achei que muita gente foi hipocrita ao compartilhar o caso no facebook, pois sao pessoas que eu sei que usam produtos testados em animais.

    ResponderExcluir

Comente!